Fechar Menu
Abrir Menu

Foram aprovados mais 2 Centros Tecnológicos Especializados para Escolas de Felgueiras

2 Centros Tecnológicos Especializados para Escolas de Felgueiras

Felgueiras terá 4 CTE a funcionar em 4 Escolas num investimento total de 4,6 milhões de euros, financiado pelo PRR

A Educação e a Formação são grandes pilares do Município de Felgueiras, que viu aprovados 2 Centros Tecnológicos Especializados (CTE), na área da informática, para o Agrupamento de Escolas da Lixa e para o Agrupamento de Escolas Dr. Machado de Machado, num investimento que ultrapassa os 2 milhões de euros, apoiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Já antes a Escola Secundária de Felgueiras (ESF) e a Escola Profissional de Felgueiras (EPF) tiveram aprovação das suas candidaturas, num investimento de 2,6 milhões de euros. Respetivamente, à ESF foi-lhe atribuído 1,1 milhões de euros para um CTE no domínio da informática e à EPF o valor de 1,5 milhões para a criação de um CTE para apoio à indústria.

Num futuro muito próximo, Felgueiras terá, assim, 4 CTE a funcionar nas escolas municipais, o que representa uma janela de oportunidade de excelência para a consolidação da estratégia de desenvolvimento e inovação municipal em termos pedagógicos, educativos, tecnológicos, socais e económicos.

Ana Medeiros, vereadora do pelouro da Educação, salienta que “O investimento nos CTE aprovado para Felgueiras, destaca-se dentro de toda a comunidade intermunicipal. É determinante para a preparação profissional dos jovens estudantes, permitirá fazer face às necessidades da industria do calçado, preponderante no nosso concelho, e vai de encontro às necessidades de mão de obra qualificada, identificadas na estratégia municipal de diversificação, nomeadamente no que diz respeito ao investimento externo que está a ser realizado na área de acolhimento de Barrancas, onde se estão a fixar novas empresas de referência internacional, que criarão milhares de postos de trabalho com necessidade de mão de obra especializada”.

De salientar que o CTE da indústria pretende ser uma referência na rede de formação para a indústria, estando projetado para oferecer uma formação adequada aos desafios do futuro, estruturada através de um processo de aprendizagem progressivo, expansível, multifacetado e adaptado às necessidades do mercado de trabalho, desde o projeto até à produção real ou semi-industrial.

Mais notícias
Felgueiras promove Intercâmbio Escolar do Eixo Atlântico